Vinho Branco


28/04/2020 08:47





VINHO BRANCO

Por
estarmos em um país de clima tropical, a apreciação por vinhos brancos tem
apresentado grande crescimento, a temperatura pede vinhos mais refrescantes,
mais leves para a harmonização e servidos a temperaturas mais baixas.

No visual, todo vinho correto deve apresentar-se límpido, transparente com
reflexos brilhantes, com variação de cores desde um branco papel com reflexos
esverdeados, evoluindo para amarelo palha, e amarelo dourado.

Branco papel, são vinhos mais filtrados e vinificação rápida são bem claros e com
reflexos esverdeados, são vinhos leves.

Amarelo palha, é a cor mais encontrada nos vinhos em perfeitas condições, melhor
exemplo é uva Sauvignon Blanc já começa a vida nessa cor.

Amarelo dourado é para os brancos mais estruturados, colheitas tardias, vinhos de
sobremesa e do vinho do porto.

No nariz os vinhos brancos podem variar muito, devido a uva, a região e o estilo
desejado pelo enólogo, mostrando aromas de frutas, ervas, especiarias, mel,
fermentados, etc.

No momento da degustação, sirva entre 6°C à 8°C, use taças com bojo, fundo largo e boca pequena para concentrar o
aroma. Um bom vinho branco, deve nos mostrar leveza e frescor, onde a acidez
viva é uma de suas principais características.

São perfeitos para degustar como aperitivos, sem a necessidade de harmonização com pratos, porém quando harmonizar
gastronomia e vinhos, os brancos são bem mais versáteis e combinam com uma variedade
maior de pratos.

Além de frutos do mar, saladas, e queijos, harmonizam com uma grande variedade de pratos da cozinha internacional.

Uvas:

Chardonnay

É a Rainha das uvas brancas, é uma das uvas usadas para fazer os Champagnes
na França, traz vinhos com aromas de f
rutos
verdes e cítricos (pera, maçã verde), frutos tropicais (abacaxi, banana,
pêssego), especiarias, baunilha e coco (quando amadurecido em carvalho),
podendo ser de corpo médio a encorpado, pronunciando excelente acidez
refrescante.

Harmoniza com frutos do mar, massas com molhos brancos cremosos, queijos de
massa mole e frango.

Sauvignon Blanc

De coloração, na sua maioria amarelo palha, traz vinhos secos de corpo leve a médio, com aromas de
frutas verdes e cítricas (limão, maçã verde), frutos tropicais (maracujá,
pêssego, goiaba) e herbáceos (pimentão verde). Com acidez bem marcante, harmoniza com saladas,
peixes, frango, comida japonesa, queijos semi-moles.

Riesling

No aspecto visual mostra cor clara brilhante, e no nariz traz
aroma de frutos verdes e
cítricos (pera, maçã verde), frutos de caroço (damasco, pêssego), flores
(brancas, rosas), mel e petróleo. Na boca é de corpo leve a médio, seco e com
alta acidez e baixo teor alcoólico, harmoniza com pratos exóticos a base de
frutos do mar além de, frango, porco, peru e frutas secas.

Pinot Grigio

Vinhos de cor
clara de alta transparência e brilhantes, com aromas que lembram frutas
cítricas, pera e lichia. Excelente aperitivo e perfeito para harmonizar com
pratos leves a base de peixes, com destaque ao sushi.

Gewurztraminer

De coloração límpida e clara, são
vinhos altamente florais, porem na boca os vinhos feitos desta uva, são picantes,
encorpados e secos, apresentam baixa acidez e elevado teor alcoólico.
Harmonizam com pratos condimentados, Carnes brancas, frutos do mar, peixes.

Vinho Verde

Região Demarcada Vinhos Verdes, ao
norte de Portugal, produz excelentes vinhos brancos, de coloração clara e muito
brilhante, com aromas leve e fresco,

Geralmente feitos com a uva Alvarinho
com moderado teor alcoólico, com isso menos calórico, o Vinho Verde deve ser
consumido quando jovem, onde é frutado, fácil de beber como aperitivo ou na harmonização
com pratos leves como saladas, peixes, mariscos, carnes brancas, petiscos,
sushi, sashimi e bacalhau.